quarta-feira, 23 de abril de 2008

Atelier
de
“Consciência Corporal”
Transpessoal




“Talvez porque a alma é grande e a vida pequena, / E todos os gestos não saem do nosso corpo /E só alcançamos onde o nosso braço chega, / E só vemos até onde chega o nosso olhar”.

(Fernando Pessoa)



“CONSCIÊNCIA CORPORAL” TRANSPESSOAL.

A energia vital flúi na consciência de todos os nossos corpos. Este atelier servirá para se vivenciar a manifestação plena dos estados de corpo-alma, a partir do corpo físico, isto é, o corpus solidum e para além dele. Temos também o corpo psíquico-mental, o corpo afectivo-emocional e o corpo cósmico-etérico.
É na representação e no testemunho de todos estes corpus que o estado do despertar desta Luz da consciência se manifesta em mim mesmo, “interiormente”, e também aos outros, exteriorizando no compartilhar dos encontros. Assim, as pessoas estão diante do seu “Eu” e de um “Tu”, permitindo alcançar um nível de Ser Transpessoal que se revela em grupo, quando temos a “integração em conjunto”, na evolução colectiva de um “Nós”, que reage na transformação do Ser, da unidade à totalidade.
Do intra-corpóreo ao extra-corpóreo, onde esta integração cria um novo “molde”, desenvolve-se uma nova estrutura de linguagem para a constituição da mais bela paisagem do nosso viver!
Movimento, Som e Imagens com Cores em Acção…, é desta maneira que a plena consciência expressa a sabedoria pura de Ser por inteiro na sua presença mais genuína e verdadeira.

ATELIER NA SUA VIVÊNCIA PRÁTICA DE “Consciência corporal” transpessoal

Este atelier tem como proposta a realização de uma auto-exploração da consciência de modo transversal em diversos níveis do corpo. Alcançamos estes resultados através do relaxamento psicossomático, por exemplo a “contracção e a descontracção”, exercícios de bioenergética, ioga, posturas e expressões corporais com a canalização no respirar da energia prana e técnicas de meditação e imaginação activa.
Outros recursos são trabalhadas de forma prática e dinâmica como o testemunho de grafismos cromáticos, “cartografias” de vivência mítica e arquetípica. Mandalas e escrita automática são algumas das linguagens e expressões que se manifestam no fenómeno dos nossos corpus.
Consideramos o corpo também como um corpo de arte, onde no viver o esculpimos, o remodelamos. Para isso, utilizamos a arte-terapia como técnicas de cerabelha ou argila, e massas policromáticas.
Através destas experiências será possível transmutar as suas estruturas de carácter, conhecidas pela terapia corporal que contém sete níveis presentes na anatomia emocional, que em termos de manifestação mais subtil podemos chamar de chakras, os “centros de energia”. O “alinhamento” desses vortexes promove a integração total dos estados de consciência numa relação profunda e sagrada com a natureza humana, ambiental e planetária.

(Este atelier é composto de várias etapas, maiores informações: giancarlodeaguiar@gmail.com)